05/09/2023 às 18:35

Vacina dTpa na Gravidez: Proteção para a Mãe e o Bebê

22
2min de leitura

A vacina dTpa, também conhecida como Tdap, é uma das vacinas recomendadas durante a gravidez para garantir a proteção da mãe e do bebê contra doenças potencialmente graves. Neste artigo, abordaremos o que é a vacina dTpa, para que ela serve e quando as gestantes devem tomá-la.

O que é a Vacina dTpa?

A vacina dTpa é uma combinação de três componentes: tétano, difteria e coqueluche (tosse convulsa). Essa vacina é uma versão atualizada da vacina Td, que protege contra tétano e difteria. A adição da proteção contra a coqueluche é a principal diferença entre as duas.

Para que Serve a Vacina dTpa na Gravidez?

A vacina dTpa na gravidez tem dois objetivos principais:

1. Proteção da Mãe:

A dTpa ajuda a proteger a gestante contra o tétano, a difteria e a coqueluche. Isso é importante porque a coqueluche, em particular, pode ser grave em adultos e, se não for tratada, pode ser transmitida ao recém-nascido.

2. Proteção do Bebê:

A principal razão pela qual a vacina dTpa é recomendada durante a gravidez é para proteger o bebê contra a coqueluche. Os bebês são muito vulneráveis a essa doença nos primeiros meses de vida e podem desenvolver complicações graves. A vacinação da mãe durante a gravidez ajuda a criar anticorpos que são transmitidos ao bebê, proporcionando uma certa proteção nos primeiros meses de vida até que ele próprio possa ser vacinado.

Quando a Gestante Deve Tomar a Vacina dTpa?

A vacina dTpa é geralmente recomendada para todas as gestantes a partir da 27ª a 36ª semana de gravidez, preferencialmente na 28ª semana. Isso permite que o corpo da mãe produza anticorpos contra a coqueluche, que serão transferidos para o bebê antes do parto.

Caso a gestante não tenha recebido a vacina dTpa durante a gravidez, ainda é possível administrá-la após o parto, especialmente se a mãe não estiver imunizada contra a coqueluche ou se a proteção do bebê for uma preocupação.

Segurança da Vacina dTpa na Gravidez:

A vacina dTpa é considerada segura para gestantes e seus bebês. Ela é uma vacina inativada, o que significa que não contém vírus vivos e não representa riscos significativos. No entanto, como com qualquer intervenção médica, é importante discutir com o obstetra antes de tomar a vacina, especialmente se houver preocupações médicas específicas.

Em resumo, a vacina dTpa na gravidez desempenha um papel fundamental na proteção da mãe e do bebê contra doenças potencialmente graves, como a coqueluche. É uma medida eficaz para garantir a saúde e a segurança durante essa fase especial da vida. Lembre-se sempre de conversar com seu médico ou obstetra para obter orientações específicas com base em sua situação individual.


05 Set 2023

Vacina dTpa na Gravidez: Proteção para a Mãe e o Bebê

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Copiar URL
Logo do Whatsapp